A poesia está em todos os lugares, basta olhar não apenas com os olhos, mas olhar também com o coração!!!


Sou e serei sempre um eterno sonhador!!!





VOCE VISITANTE, É SEMPRE BEM VINDO!!!





sábado, 24 de setembro de 2011

SUPERAÇÃO!!!!

video

Ainda um rebento mal saido do ninho
Solta, inocente feito um passarinho
Então tudo parece sem explicação
E o caminho daí é só superação
Sempre foi assim e nada mudou
A dor pelo caminho nunca parou
Morre-se cedo quando não se ve o futuro?
Ou não o enxergamos pelo presente escuro?
E quando não se tem olhos pra olhar do alto?
Fica-se no chão ou tenta-se o salto?
Se adaptando a cada novo dia
Viveu cada instante com força e ousadia!
Mesmo tendo a alma tão dilacerada
Nunca se entregou, está sempre na largada!
Mas... eis que de repente outro golpe fatal!
Superar? isso ja se tornou normal!
Novas janelas tem que ser abertas
Não há sono, por isso não despertas
E como a águia sem asas que não pode voar
Junta a esperança pra poder sonhar
Nada de imediatismos, a paciência impera
E na fila do tempo, uma nova espera!
Apenas tentar já não permitido!
Pois a alma e o corpo estão comprometidos
E num ultimo esforço olha pro amanhã que virá!
Novamente junta suas forças, sabe que estará lá!


Apenas uma simples homenagem a uma grande guerreira, uma mulher de fibra, gente como a gente, que chora e que ri, mas que nunca se deixou abater pelos reveses da vida!! Minha irmã Lidia! 
Beijos mana!!

Te amo!!


Canção tema "Overcome" (Superar). Banda Live.


Poeta de Cá

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

DANÇA COMIGO?

video

Viver é como dançar!
Vem, dança comigo!
De rosto colado!
Como namorado!
A vida está a frente,
efervescente!
É como um grande salão
e... convidando a gente!
Voce está deslumbrante!
Brilhante! Vibrante!
Voce é como um sonho!
Vestida assim...
prateada como a lua...
em meus braços... voce flutua!
Encantada!
Sonhada!
Cortejada!
Amada!


Sair dançando com a pessoa amada sem musica pela rua, na chuva e todo mundo olhando deve produzir na gente uma sensação super extasiante!!

Poeta de Cá

Ah, Lua!!!

video


Ah, Lua!
Porque te escondes
sob nuvens tão densas?
A noite está deserta e
a tristeza caminha comigo!

Ah, Lua!
Porque te escondes
se minha alma está ao teu lado?
Mostre-me teu brilho dourado!
Sigo seus passos nos céus das entrelinhas...

Ah, Lua!
Porque te escondes
se caminhas no meu coração?
As horas choram sua ausência e
o vento já não fala mais comigo,
silenciou...

Ah, Lua!
Porque te escondes
se o teu "fiat lux" sempre ressurgia
com força existencial e
seus ventos imprevisiveis
reacendiam um pavio que ainda fumega!

Ah, Lua!
Porque te escondes
se és a magia imponderável
do coração?
Se transubstancia sua voz escrita
em presença tangivel?
Se és vertigem na alma deste
poeta, ora na masmorra do silencio?

Ah, Lua!
Porque te escondes
se és o meu crepúsculo natural?
Não te faças apenas uma miragem
noturna!
Reflita-se no horizonte da vida
e sua luz deslizará pelos
caminhos sombrios
deste coração dando novo
brilho
ao meu olhar!

Ah, Lua!
Porque te escondes?
Porque te escondes?
Ondes estás??!!!
Quais são os teus caminhos?



Alguém me disse certa vez: Quanto mais poesia, mais há do poeta! A palavra percorre por todo seu sangue, é a nuvem de pássaros em sonhos...


Grande verdade!

Poeta de Cá

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

BEIJO POR E-MAIL.




A chuva bate na janela
Continuo só pensando nela
Eu quero senti-la aqui
Pra ser sua sentinela
Qual um romance de novela
E beijar teus lábios de rubi

Ela de mim está distante
Mas eu sigo confiante
Pois ela é o meu sonho
Carrego dela o semblante
Em meu peito palpitante
E em meu rosto risonho

Me pede um beijo por e-mail
Atendo o logo seu anseio
Pois ela é meu amor
Eu mando e não bobeio
Um beijo pelo correio
E ainda com sabor




Será que vai haver reenvio??

Poeta de Cá






FERA DOMADA!!!

video



Quando em teus braços
Ninho da amada
Quando em teu corpo
Minha jornada
Quando em tua boca
Lingua ousada!

Sob seus dedos
Toque de fada
Sob suas unhas
Pele arranhada
Sob tuas ancas
Sede excitada!

Em teu calor
Sou alvorada
Em teu desejo
Sou emboscada
E sobre teu dorso
Fera domada!
A minha pele quer a tua pele, a minha boca quer o teu gosto e o meu corpo quer encontrar em voce as curvas do paraiso!!


Poeta de Cá


quarta-feira, 14 de setembro de 2011

POR TEU AMOR...

video


Por teu amor,
a vida em mim se transforma
Por teu amor,
perdi a pressa de viver
Por teu amor,
muitas vezes me contradigo
Por teu amor,
palavras são minhas lágrimas ao escrever
Por teu amor,
a beleza brota em minha alma
Por teu amor,
eu abri mão da perfeição
Por teu amor,
sonho acordado nas madrugadas
Por teu amor,
eternizei seu nome em meu coração
Por teu amor,
me sinto arauto da esperança
Por teu amor,
celebro a beleza em poesia
Por teu amor,
ja quase narrei o inenarrável
Por teu amor,
eu chuto lata na estrada da fantasia
Por teu amor,
não sofro respingos da tristeza
Por teu amor,
quase caí das minhas convicções!
Por teu amor,
resisto ao politicamente correto
Por teu amor,
grito, te amo, a pleno pulmões!!!


Certamente, por teu amor farei ainda muito mais coisas!!!

Poeta de Cá




Por Favor Alma, Por Favor!!!











      Distante da aurora, o espelho da minha alma
reflete apenas o som das minhas vontades.
Esforça-te alma, pois apenas disponho de uma vida
pra viver! Por favor, não violente mais o pouco
que tenho pra caminhar, não limite, nem apague
o pouco que resta de mim, pois não sou onipotente
e nunca soube chegar ao fim deste amor e sem amor, voce alma, morre.
    Voce sempre foi dona apenas de mim, por isso, não limite agora o restante da estrada, seja indulgente e beneficie a vida em mim!
    Eu insisto, alma, faça da solidão sua companheira, eu sempre repeti o poeta: "Estar só tem sido, ao longo da minha vida, uma forma de estar com".
Jamais irei me recolher com medo de companhia,
pois sei que não me basto. Sei da minha finitude!
    Eu repito, alma seja indulgente porque ao longo
da vida nunca me acostumei com surpresas!
   Sou como um velho mendigo que não quer largar
a mão que lhe estava estendida!
   Tem misericódia alma! Me mostre a luz de um outro amanhã, não me deixe perder o gosto pela vida!
   Por favor, alma! por favor!


Poeta de Cá


terça-feira, 13 de setembro de 2011

NOSSO CIO!!!



No seu corpo tão suave
Os meus beijos são a chave
De uma grande tortura
Quero te tirar do cio
Até seu ultimo arrepio
Vivamos essa aventura!

Somos mar correndo pro rio
Fogo que dá calafrio
Libido que sai da clausura
Os corpos incendiados
Impetuosos, arrebatados
Desejos que não tem cura!

É paixão, é desvario
Um calor quase doentio
É suor que se mistura
Seus gemidos agitados
Os nossos corpos colados
Em êxtase, plena loucura!!


Te amar é como estar no paraiso!!


Poeta de Cá

INSTANTES DE QUIMERA



Queria ser dono das palavras
Dono da vida, do destino
Ouvir sempre o rouxinol
Voltar a ser aquele menino
Subir de novo naquela arvore
Era tão fácil, eu era franzino
Ouvir o sussurro do vento
Como um paraiso vespertino

Tudo que se passou está morto?
Então porque machuca tanto?
Não sei o que busco lá atrás!
Seriam verdades ou só encantos?
Sinto minha cabeça latejar
Até ja enlatei meu pranto
Não quero mais este fardo
Penso estar certo, entretanto...

Quando olho a noite me angustio
Minha alma chora, quer partir
Me vejo em anéis de fumaça
E fico parado me vendo subir
Me integrando a tudo, ao todo
Como a me reconstruir
Será que isso seria o paraiso?
Voce está aí? Vem me buscar, eu quero ir!


Na introspecção, eu acabo sempre me encontrando!!!


Poeta de Cá

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

TE CAÇO!!!

video



O sol se põe, anoitece
Já neste instante te caço
E envolto no seu perfume
É teu abrigo os meus braços
Despida sobre o lençol
Teu corpo é meu espaço

No inicio desta viagem
Eu bebo do seu sabor
A minha boca procura
Teu néctar de fina flor
Neste teu corpo pequeno
Te caço, sou teu predador

Busco o sabor infinito
Em meio a tuas caricias
Como resposta me acho
Perdido em tuas malicias
Na sua essência eu encontro
Meus momentos de delícia

Caminho pelo teu corpo
Em diferentes paisagens
Montanhas, vales e rios
Curvas e fonte selvagem
Meus olhos então contemplam
Voce minha doce miragem!

Te caço noite adentro
Manhosa, se faz arredia!
Dona dos sonhos eternos
Sol de tantas fantasias
Razão traduzida em amor
Voce é a minha poesia

 
A poesia fala por si mesma!!!





 
Poeta de Cá

domingo, 11 de setembro de 2011

RASGO NO CÉU!




Olho e as nuvens vão passando
Debato-me na minha impotência
Ondas na porta da minha vida
Me sinto perdido, incoerência?
Busco a sinceridade da minh'alma
Há um rasgo no céu, clemência!
 
Vasculho as dobras da existência
Lá só encontro meus dias frios
Dou de ombro, sigo em frente
Mas me sinto fraco e arredio!
O tic tac do relogio, meus dias se vão
Há um rasgo no céu, tudo sombrio!
 
Brindo a vida com vinho doce
Ou encharco a camisa pra vencer?
Assumo ares de um campeão
Ou nem isso posso escolher?
Não sou quem eu imaginava
Há um rasgo no céu, como renascer?


As vezes me sinto tão pequeno, tão pequeno... Menor que um grão de areia e se chegar a morrer, quando pensarem em me enterrar, já serei terra!!
Poeta de Cá

VOCE VAI ME PERTENCER!!!

 
Voce vai me pertencer!
Minha alma quer voce
Não é mais o amanhecer
E por ser o entardecer
Muito mais vou te querer
Vou viver o seu viver
 
Neste nosso anoitecer
Vou seu corpo percorrer
E o seu gosto beber
Saciando o seu prazer
E assim te conhecer
Te sentindo estremecer
 
E na noite fria ao chover
Eu irei te envolver
Pra poder te aquecer
E a voce me renderS
Só me acho em voce
Não quero te perder
 
Vou em seu alvorecer
Me deixar acontecer
Em voce me recolher
Seus segredos irei ler
E aí te convencer
Voce vai me pentencer!
 
 
 Mergulhei na vontade de te querer!!!


Poeta de Cá