A poesia está em todos os lugares, basta olhar não apenas com os olhos, mas olhar também com o coração!!!


Sou e serei sempre um eterno sonhador!!!





VOCE VISITANTE, É SEMPRE BEM VINDO!!!





sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Caminhando

video

percorrendo a imensa praia
meus pés e a areia, afinidade
em passos calmos fito o horizonte
liberdade, liberdade!
se o vento me traz lembranças
peito aberto olho o mar
sem sofismas, eu vou... vou caminhar
não tenho medo da saudade!

se uma onda me alcança
penso, prenúncio de tempestade?
sem preocupações eu vou...
sem pressa, naturalidade
se "paradigma" hoje é modismo
o que temo afinal?
se me molhar, qual o mal?
vivo a minha verdade!

espírito livre, vida leve!
as cores do horizonte me fascinam
acolho o insólito, enfrento a dor
os altruistas sempre me ensinam
eu vou... sei, não sou um predador
se alço voo com as gaivotas
pescar? as chances são remotas
pressa? vida e pressa não combinam

Eu vou...
Simplesmente te busco...
Sempre te buscando amor!



Poeta de Cá

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A estrada

voce é minha estrada
em ti quero trafegar
sua sinalização
irei sempre respeitar
e todos os seus pedágios
com prazer irei pagar


em suas belas descidas
vou andar bem devagar
aproveitando o cuidado
pra desfrutar do lugar
detalhes de cada trecho
saberei apreciar


suas curvas perigosas
irão me desafiar
pois sendo bom motorista
o desafio vou topar
mas confesso que em algumas delas
por certo irei derrapar


nessa estrada a qualquer hora
é muito bom trafegar
se na chuva ou na neblina
não vou parar de rodar
fazendo muitas viagens
não quero nem descansar


eu sei que as suas pistas
muito bem sinalizadas
tem um asfalto perfeito
com pontes bem projetadas
restaurantes em suas margens
tem comidas apimentadas


é uma estrada segura
ela adoro percorrer
ando com todo cuidado
pra acidentes não sofrer
preservando todo o trecho
sei bem como isso fazer


uma estrada assim perfeita
mais parece uma miragem
com montes, vales e fontes
enfeitando a paisagem
nela ando todo dia
e amo cada viagem!




A poesia está em todo lugar que olhamos, para vê-la, depende de como olhamos, se apenas com os olhos ou também com o coração!!!


Poeta de Cá

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Seu toque

O seu toque me acende
Pois só voce me entende
Sabe bem o que fazer
Cada toque tem resposta
Eu sei, voce tambem gosta
De dar, tambem receber


O seu toque me atiça
Minha pele se eriça
Sinto grandes arrepios
Todo ponto é diferente
Cada lugar é mais quente
Aceito seus desafios


Com seu jeito de menina
Que cativa e que fascina
Torna tudo mais bonito
Sinto o toque dos seus dedos
Que libertam dos meus medos
E resolvem meus conflitos


Depois que seus labios me acham
E nossas formas se encaixam
Sem ter mais nenhum pudor
Sinto meu corpo tremer
É como se eu fosse morrer
Envolvido em seu sabor



Aquele que ama sente o toque da pessoa amada de uma forma muito, mas muito especial mesmo!   Saiba tocar e ser tocado!!!


Poeta de Cá

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Max
















Um amor incondicional
Uma amizade especial
Sentimento sem igual


Me entende como ninguem
Se estou triste, ele também
Somos um do outro refém


Alegre e inteligente
Folgado, mas obediente
Sempre ao meu lado presente


Momentos mudam, nada permanece
Se a ira em mim acontece
O seu amor prevalece


 Amigo, meu grande amigo
  Só voce pra amar assim
   Não olha os meus defeitos
    Em ti não há preconceitos
     Está sempre junto de mim
      Amigo, meu grande amigo
       Sua amizade é sem fim
        Está sempre me seguindo
         Pressente o que estou sentindo
          Sabe se é bom ou ruim













Como diz Milton Nascimento, amigo é coisa pra se guardar no lado esquerdo do peito, mesmo que o tempo e a distância digam não, mesmo esquecendo a canção. O que importa é ouvir a voz do coração!


Poeta de Cá

O seu jeito especial

           Voce se faz tão linda
          Em tudo o que me diz
         Em tudo o quanto me faz
        Pra que eu possa ser feliz
       Em gestos ou em palavras
      Sou sempre seu aprendiz
     Qualquer tempo ou lugar
    Sabe ser o que preciso
   Ilumina as minhas trevas
  Em momentos indecisos
 Ao segurar minhas mãos
Me aviva com seu sorriso


           Ao me fazer um carinho
          Com seu jeito especial
         Sinto todo seu amor
        De uma forma natural
       No seu beijo está contido
      Uma meiguice sem igual
     Seu olhar me faz sentir
    Livre e solto como o vento
   Como o amanhecer que chega
  Com seus pardais barulhentos
 Trazendo um sol que enfeita
Um céu ainda cinzento



Sua sensibilidade me faz refletir sobre coisas que jamais imaginei, por isso, me tenha sempre juntinho do seu coração!!


Poeta de Cá

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Coração

Coração!
um delirio, exaltação!

Coração!
um sentimento, sensação!

Coração!
onde entra a razão?
o viver é tão complicado
como um dado viciado
que anda de mão em mão

Coração!
amar é minha verdade
te encontrarei na realidade
nos limites escuros da eternidade
vivendo a mesma paixão?

Coração!
a estrada é quase finda
será que existe ainda
alguém que também sinta
um amor com tanta emoção?



Diz-se que o coração é enganoso, mas quem é que não quer fazê-lo feliz?
Quem?


Poeta de Cá

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Ecos do passado

video

Não quero deixar que as lembranças
Sejam como folhas mortas
Que juntamos para serem queimadas
Quem sabe, quem se importa?
As vezes a vida separa
Será que devemos aceitar?
Deixar que tudo vire cinzas
Pra aqueles que ainda ousam amar?
Onde estão os nossos belos dias?
E os segredos do meu coração?
A pureza que existia em nós
Ainda existe ou não?
As pessoas amam mil coisas
E eu só amei voce
Te fiz riso, choro, chuva e sol
Nunca, jamais quis te perder




O amor é como semente plantada, além da terra ser fértil, deve ser regada e cuidada o tempo todo pra que não venha a morrer!
(Não sei quem disse isso, mas disse e com razão)




Poeta de Cá

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Concluindo...

o vento me traz em seus sussurros
a sua voz suave a me falar
que nos castelos que um dia eu construí
os seus degraus eu terei sempre que escalar
e as batidas do meu louco coração
constantemente estão a me avisar
que voce foi, é e sempre será
a estrada pela qual vou caminhar
se as suas ondas se desmancham em minha praia
por mais que eu tente não consigo entender
se o amor que temos é mais forte que a vida
nós não lutamos? vamos deixa-lo morrer?


o meu coração quer tocar o seu
e exalar o perfume desse amor
se envolver criando assim o nosso mundo
um mundo único, vivenciado em sua flor
se se faz nossa a luz radiante do sol
nossa também é a brilhante manhã
doce será a primeira chuva da primavera
tão suave como o cheiro da hortelã
por isso o momento é de espera
rompendo a noite eu irei ao paraiso
me diluir em cada gota do orvalho
e extrair dele o seu mais lindo sorriso!


voce é porto no imenso temporal
é alvorada, o raiar da minha vida
é horizonte enfeitando o por do sol
Tudo que amo!! Ah, que saudade bandida!!




Queria muito escalar montanhas, voar de asa delta (apesar de ter medo de altura), conhecer a Itália, tocar com Capital Inicial, degustar comidas exóticas, apertar as mãos de todas as pessoas, comer jabuticaba no pé, compor com Djavan ou Victor Chaves(Victor e Leo), meditar com Dalai Lama, estar presente num show do grupo Live(pena que acabou), brincar com muitas crianças, descansar sob a sombra de um carvalho, beijar a todo instante a mulher que amo. Mas a vida passa tão depressa...




Poeta de Cá

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Natureza




As folhas mortas
Não estão perdidas
Alimentam a terra
O ciclo que se encerra
Dá força a vida

As novas sementes
Irão nascer
Em chão noviço
Um novo viço
Se poderá ver

Um novo verde
Em folha nova
Flores! Beleza!
É a natureza
Que se renova!



Faça mais do que existir: viva!
Faça mais do que tocar: sinta!
Faça mais do que olhar: observe!
Faça mais do que ler: absorva!
Faça mais do que escutar: ouça!
Faça mais do que ouvir: compreenda!
                             (John H. Rhoades)


Só perceberemos o valor, a importancia das nossas matas quando elas deixarem de existir por completo!


Poeta de Cá

Fotos e silêncio

video

     Achei suas fotos desbotadas
    Entre páginas amassadas
   De um livro que a gente leu
  Na sua ausência eu toquei
 Sua lembrança eu beijei
Tudo de nós se perdeu?


     O que sobrou é vazio
    Se misturou ao sombrio
   Eu preciso respirar
  Silencio e fotografias
 Me mostram com ousadia
Que estão no seu lugar


     Se é alta madrugada
    E falo sem dizer nada
   Melhor agora é me calar
  O silencio eu já quebrei
 Sem sono, eu não sonhei
Venha estas fotos rasgar



Como diz a canção: fica o gosto, ficam as fotos...





Quando olhamos pela janela da cronologia do tempo, percebemos que para ele somos simples transeuntes e ilustres desconhecidos!
 
 
Poeta de Cá

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Só sei voce

O vento brinca entre seus cabelos
nas manhãs de sol deslumbrantes
constantes...
Acaricio sua sombra sem te tocar,
meu coração envolto por voce e
vestido com os seus desejos,
trilha os caminhos da sua respiração...
Emoção!
Fecho os meus olhos e revivo momentos mágicos,
dia e noite se misturam neste êxtase
e me sinto amado e amante
vibrante...
Distorço a realidade do amor distante
um amor que está além do imaginário horizonte.
Abro o coração para o universo, reverso,
os sonhos me procuram...
Melhor lugar para estar é em voce,
envolvido pelos seus braços, em amassos.
Voce me sente?
Indecente?
Sussurros envolventes?
Ou inocentes?
Quero viver, bailar...
Nas entrelinhas do tempo
voce sonhar, sorrir, cantar.
Os minutos, as horas...
Em pleno luar.
Voce fez morada no meu ser,
se fez dona do meu querer.
Me perdi no seu olhar,
no seu modo de falar
O gosto, o calor da sua boca,
não posso esquecer
Não sei tudo que sei,
Só sei voce...



Sinto falta até de sentir sua falta!!


Poeta de Cá

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Andanças

Já andei por tantas estradas
Observei vários horizontes
A maioria deles eram semelhante
Mas pra cada um era importante
Nem tudo foi tão agradável
Não sei se era céu ou inferno
E se o silencio permaneceu mudo
Isto não é velho nem moderno
Não sei se estive certo ou errado
Olhei pro passado, não percebi o futuro
Acabei por te ouvir me chamar
Precisava, o meu presente andava um pouco escuro
Se me rendi aos meus bons momentos
Aprendendo com os tolos e com os sábios
Ao cantar aquela nossa canção
Senti vontade de te morder os lábios
Existem pessoas que são como um sonho
E por voce eu sonharia a vida inteira
Viveria assim num sono eterno
Eu, voce, tudo a nossa maneira

 




Em certa época da vida percebe-se que não há mais tempo pra esperar, melindrar, brigar, cometer certas tolices e tantas outras inutilidades. Percebe-se que é tempo de brincar, tempo curtir poesias e canções, tempo viajar, apreciar paisagens, praias, tempo de amar (e muito), enfim desfrutar a vida em toda sua plenitude.


 

Poeta de Cá

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Teu olhar

Se um dia me perdi no teu olhar
 Foi nesse dia que me achei ao te amar
  E percebi o teu amor me acarinhar
   Vi a alegria do meu eu alardear
    Que renasci mesmo sem agonizar
     Quis te viver e também te cultivar


Quando senti o teu olhar me envolver
 Por um instante notei meu corpo tremer
  Fui envolvido por um lindo alvorecer
   Algo tão belo que eu nem quis compreender
    Nas minhas veias senti o sangue ferver
     E nesse êxtase eu me vi desfalecer


Em teu olhar eu vi meu mundo sorrir
 Como uma flor o meu caminho florir
  Igual a ondas em minha praia fluir
   Se desmanchando querendo me possuir
    Insinuante, me fazendo refletir
     Que o meu mundo você veio colorir!




Não importa a distância, as dificuldades, a saudade, se remimos o tempo embalados por um amor verdadeiro!


Poeta de Cá

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Saudade

video

A saudade doi no meu peito
Ao lembrar o que já vivi
Beijos em seus lábios perfeitos
Sinto o seu gosto, não esqueci
Nosso andar de mãos dadas
Nas ruas da nossa cidade
Palavras de amor trocadas
Qual era a nossa idade?
Éramos jovens e te amei
De uma forma tão inocente
Todo meu ser te entreguei
Como criança carente
Os meus olhos te mostravam
Os meus vales mais secretos
Meu paraiso intocável
Para voce foi aberto
Os meu braços te enlaçavam
Te envolviam com calor
Teus lábios me procuravam
Retribuindo amor
Era pra mim seu sorriso
Fonte de toda existência
Iam desde o paraiso
A mais ingênua experiência
Ah! que saudades eu sinto!
De tudo o que foi seu e meu
E a saudade ainda é maior
Daquilo que não aconteceu!



Anos dourados! Quanta saudades! "Saudade" uma canção que me marcou muito aquela época. Nessa canção e com um poema com o mesmo nome, minha homenagem a esse poeta incrível que sempre admirei, chamado Ed Wilson!


Poeta de Cá

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Flor, vida e poesia

           Voce é a mais linda flor
         No canteiro de um jardim
       Esse jardim é o mundo
    O canteiro, parte de mim
  Se voce é minha alegria
A vida é que quer assim!


          Se voce é minha flor
        Sou o seu raio de sol
      Voce enfeita meus dias
    E me tem como farol
  Pra pescar felicidade
Me farei de seu anzol


          Voce foi, é e será
        Dona da minha poesia
      Meus versos irão te rimar
    Dia e noite, noite e dia
  Voce é a inspiração
Que todo meu ser contagia!


          Sensações voce provoca
        Que eu nem sei definir
      Me enche de emoções
    Que eu adoro sentir
  Minha flor, meu talismã
Minha forma de existir!



Fecho os olhos! Te quero! Não em sonhos, mas assim como tu és!!


Poeta de Cá

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sonhos de menina

Ouça menina!
  Ouça bem o que eu digo
    Só quero ve-la feliz
      Saiba que sou um amigo
        Embale os sonhos
          Nesse seu lindo sorriso
            Nesse olhar quase criança
              Puro como o paraiso

              Se um sonho fez
            Uma lágrima rolar
          Desilusões acontecem
        É o momento de acordar
      Olhe o horizonte
    Tudo a lhe oferecer
  Feche os olhos deixe um outro
Novo sonho florescer

Sonhe menina!
  Sonhos ajudam viver
    Voce ainda é tão jovem
      Sonhe e vai perceber
        Tantas razões
          Pelas quais deve lutar
           E sentir as emoções
              Dos seus sonhos alcançar!

              Se um sonho fez...




Fiz essa canção pra uma menina que sofreu uma decepção, teve medo e se refugiou na fuga!
Como eu disse, vida e sonhos andam de mãos dadas!! Deixar de sonhar é como deixar de viver!


Poeta de Cá

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Subjetivando

video

se as poesias continuam nascendo
de que ainda adiantam?
se rios correm sem vida
porque vozes não se levantam?
o vento norte se aproxima
o mar se agita, se agiganta
é como um circulo vicioso
sempre apertando a garganta
então observo os pequeninos
quase sem mundo, sem espaço
em uma inocência iludida
perdidos em falsos abraços
nos caminhos estreitos e curtos
tão frágil se mostra a vida
pra muitos vazia e escura
pra outros com luz colorida
se as folhas reverberam ou caem
são contrastes sem explicação
ausências se tornam mais tristes
são como lanças que perfuram,
lágrimas que correm do coração!



É facil deixar de viver! Deixe de sonhar!
Experimente andar descalço e sentir a terra sob seus pés, ou sentir o vento brincar com seus cabelos, ou ainda sair na chuva e sentir-se molhar lentamente, sem preocupações! Vida e sonhos andam de mãos dadas!


Poeta de Cá

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Assim voce é

Voce é a rosa encantada
  Que orbita o meu jardim
    Sua beleza enfeita
      Caminhos feitos pra mim
        Sua voz suave envolve
          Sua alegria é sem fim


Num espaço imaginário
  Onde tudo é natural
    Habita no que não é
      Torna tudo informal
        Mescla a metamorfose
          Transforma o nada em real


Inteligente e sagaz
  Toma todo o infinito
    Mexe nas minhas raizes
      Se encaixa onde habito
        Muda a inércia em tempo
          Desvenda mistérios escritos!



Existem mulheres maduras que gostam de brincar de balanço, mas as vezes, elas também agem como crianças inseguras que gostam de andar de salto alto.


Poeta de Cá

Até quando?

video

Até quando...
 O sol de cada manhã estará sombrio?
   E o vento brando soprará vazio?
    Até quando?


Até quando...
 Um sentimento ficará sufocado
   Evitando assim um toque, um toque tão desejado?
    Até quando?


Até quando...
 A noite e seus mistérios me farão companhia?
  E não me darão respostas pra tanta nostalgia?
   Até quando?


Até quando...
 Pelo teu corpo os meus desejos irão serpentear?
  E somente e tão somente, eu os poderei fantasiar?
   Até quando?


Até quando...
 Não poderei mergulhar nas águas quentes dos seus rios
  Me perder nas cachoeiras e nos seus desafios
   Até quando?!!!
    Até quando?!!!



Te amar é descobrir que cada pensamento novo que nasce em mim, fala de voce!


Poeta de Cá

Quero ser

quero ser como a água
  que leva vida ao sertão
    fazer nascer as sementes
      na palma da sua mão
        ver as mais belas nascentes
          jorrar do seu coração!


          quero ser o seu amigo
        pra suas horas incertas
      e estender a minha mão
    ser sempre uma porta aberta
  povoar a sua vida
jamais deixá-la deserta!


quero ser seu companheiro
  escrevendo a nossa história
     guerrear as nossas guerras
        carregarmos nossa glória
          chorarmos juntos as derrotas
            e sorrirmos nas vitórias!

            quero ser o seu amante
          e te fazer minha amada
        tratar voce com ternura
      pois voce é minha fada
   minha vida, meu amor
minha eterna namorada!








Para quem ama, as vezes uma simples frase como, "gosto do seu jeito", vale por toda uma vida!
 
 
Poeta de Cá

Mais uma história com "H"

No campo do meu coração
Como uma flor um dia voce nasceu
No meu viver nova inspiração
E o grande vazio voce preencheu
Dando ao meu sentimento direção
Assim, um novo dia amanheceu
E dentro dessa nova dimensão
O meu amor por voce floresceu
Amor que se tornou razão
Da vida, de tudo, do meu proprio eu


Diante de ti a minha rendição
Deusa que a vida então me deu
Sonho, fantasia, imensidão
Realidade que o acaso escolheu
Utopia digna de reflexão
Amor maior que será sempre meu
Na velha história, nova construção
De mim no tempo nada se perdeu
Deixemos para traz a imperfeição
Façamos novo, o amor sobreviveu!




Já nem sei se você é o sonho que tenho que alcançar, ou se para alcançá-la preciso sonhar!!!


Poeta de Cá